Vantagens e desvantagens de fazer um cruzeiro

Postado por: Tatiana Dornelles
IMG_1076

Ao planejar as férias, o ideal é pensar no lugar de acordo com o tipo de viagem (família, casal, amigos, etc), a hospedagem pretendida e nos programas que quer fazer, bem como o tempo disponível para aproveitar cada momento. E é por unir tudo isso (e um pouco mais) que os cruzeiros têm sido bastante procurados. Com preços atrativos – devido ao all inclusive – e às várias opções de lazer, gastronomia e compras em um só lugar, os navios têm conquistado todos os tipos de hóspedes e viraram a opção de viagem de férias de muitas pessoas. Os cruzeiros – diga-se de passagem – são verdadeiros hotéis de luxo em alto-mar.

Costa Pacifica - maquina Max (211)b

Então, resolvi fazer um post com minhas opiniões (sinceras!) das vantagens e desvantagens de viajar de navio. Assim como é bom apontar o que é bom ou ruim em um destino, o mesmo vale para esse tipo de viagem…

  • Vantagens

1- Investimento único
O valor pode ser parcelado e muitas vezes sai mais barato do que organizar uma viagem para uma cidade qualquer, onde a soma de todas as despesas (hospedagem, passeios e alimentação, bem como passagens) sai mais cara do que optar pelo cruzeiro.

2- Tudo num só lugar
Quando se planeja uma viagem, é necessário orçar hospedagem, passeios, restaurantes, entre outros, para não se perder ou gastar demais. No caso de um cruzeiro, praticamente tudo está incluso. O pacote abrange a hospedagem de acordo com os dias no navio, as refeições (café da manhã, almoço, lanche da tarde ou da madrugada e jantar), a diversão (tem cassinos, piscinas, jacuzzi, academia, etc) e apresentações (teatro, música, mágica).

IMG_1116

3- Visitando vários destinos em uma só viagem
Quanto maior o número de dias do cruzeiro, maior o número de cidades portuárias que o navio irá atracar. Com isso, é possível conhecer diversos lugares. Normalmente, as viagens são feitas de noite para que de manhã se esteja na cidade desejada.

4- Não precisa andar com dinheiro, cartão de crédito ou documentos pessoais
Ao embarcar, cada passageiro tira uma fotografia e recebe um cartão com os dados. Além de ser a chave da cabine, também é a identificação para entrada e saída do navio, assim como é o seu “dinheiro”. Ou seja, é associado a um cartão bancário e tudo o que for adquirido lá dentro é listado nele. No fim da viagem, é feito o acerto de contas (para quem não usou o cartão de crédito).

5- Vista incrível de todos os lugares
Viajar de navio é ter uma vista incrível e diferente todos os dias, seja da cabine, dos restaurantes ou das áreas de lazer.

IMG_1106

6- Opções de lazer para todos os gostos e idades
É difícil ficar sem ter o que fazer dentro de um navio. Há as áreas de piscinas e jacuzzi, cassino, teatro com shows diferentes a cada dia, bares temáticos, lojas, espaços fitness e esportivos, capela, salas de jogos e boate. Alguns pacotes são pagos, claro, como spa e internet. Existem, inclusive, serviços específicos para crianças e adolescentes.

7- Muita comida…
A alimentação dentro do navio é farta e tem vários tipos de buffet (frios, massas, fast food, etc), fora as opções de café da manhã, lanches… Enfim, para quem luta contra a balança é um verdadeiro martírio! Além disso, os serviços são oferecidos em praticamente todos os horários, o que possibilita de o próprio passageiro fazer seu horário. Lembrando: apenas o jantar tem horário marcado (por turno).

IMG_1363

8- Cassino
Os cassinos são expressamente proibidos no Brasil, mas em alto-mar (já que os navios são estrangeiros) eles funcionam normalmente. Para quem não conhece, ou quer experimentar os jogos, é uma ótima oportunidade sem ter que ir para outro país. Os cassinos e também as lojas a bordo só abrem ou funcionam com o navio navegando. Quando está aportado, é regra fecharem, caso contrário, estão indo contra as leis brasileiras.

12400495_931515570269872_420290146486809535_n

9- Excursões pagas a parte
Os navios oferecem outro serviço, porém não inclusos no pacote: são as excursões pelas cidades onde o navio irá atracar. Isso é vantajoso para as pessoas que não têm coragem de sair pela cidade sozinhas e preferem ser guiadas. Não é nosso caso! Os valores são um pouco caros, o que pode ser vantagem para uns e desvantagem para outros.

10- Rotina? Jamais!
A viagem de navio permite que, a cada dia, você faça algo diferente. Isso possibilita que se saia do cotidiano, esquecendo tudo lá fora. Desconecte-se e aproveite ao máximo!

  • Desvantagens

1- Enjoos (famosa maresia)
Muitas pessoas apresentam alguns sintomas dentro do navio, como vômitos, dor de cabeça e enjoo. Para evitar, é ideal levar remédios para enjoo ou até mesmo solicitar na recepção. Outra opção é escolher uma cabine no meio do navio, onde geralmente balança menos. Para quem tem outros problemas, como insegurança na água, claustrofobia ou é propenso a labirintite, é bom evitar.

2- Balanço incômodo?
Dificilmente o navio balança a ponto de incomodar, mas quando isso acontece dá para sentir bem. Inclusive, a sensação é de desiquilíbrio. Chegamos a ver a água da piscina ir de uma borda a outra, de tão forte o balanço. Em terra, depois de dias lá dentro, eu pelo menos fiquei com a sensação de leveza por algum tempo. É a mesma, aliás, que os austronautas sentem ao voltar |à Terra depois de muito tempo no espaço.

3- Pacote de bebidas caro
As bebidas, geralmente, não estão inclusas no pacote. Para quem gosta – e bebe bastante – vale a pena adquirir o pacote. Apesar de caro, inclui bebidas alcoólicas, cafés especiais e outros itens. Para quem não bebe muito, não compensa, apesar de as bebidas serem mais caras fora do pacote.

Costa Pacifica - maquina Max (255)

4- Pouco tempo para conhecer os lugares de desembarque
As paradas nas cidades portuárias são relativamente rápidas, o que não permite conhecer o lugar com calma.

5- Internet e telefonia caros
Os sistemas de telefonia e internet são muito caros e, dizem, funcionam mal. Então, o bom mesmo é se desconectar e aproveitar tudo.

6 – Cabines (quartos) pequenas.
Devido à grande quantidade de hóspedes e de toda a estrutura que o navio oferece, os quartos geralmente são pequenos. Até mesmo os com sacada não são dos maiores, apesar de terem mais espaço do que as cabines internas. Os banheiros também são apertados.

IMG_1054

7- Tédio?
Tem algumas pessoas que, em muitos dias de navio, sentem tédio. Pode? Isso porque acham que já fizeram tudo – e mais um pouco – do que o cruzeiro oferece. Eu curti cada momento e não fiquei entediada.

8- Áreas superlotadas
Jacuzzi é algo quase impossível de usar, pois muita gente fica o dia inteiro lá dentro e não dá oportunidade para outras pessoas usarem. Inclusive, falei sobre a falta de educação dos brasileiros no que se refere a isso. Em dias de navegação, conseguir uma cadeira/espreguiçadeira na área da piscina também é raridade. O ideal é madrugar… Muitas pessoas simplesmente deixas bolsas ou toalhas “guardando o lugar”.

IMG_1218

9- Gastos extras antes e depois
Alguns gastos são inevitáveis antes e depois do cruzeiro. Isso porque, muitas vezes, é necessário ir até a cidade de embarque/desembarque de avião ou ônibus. Neste caso, para quem vai voar, não pode esquecer a questão das malas e do peso, para não pagar excesso. No nosso caso, a ida/volta (Santa Catarina a São Paulo) foi de ônibus, oferecido pela empresa que vendeu o cruzeiro. Pagamos cerca de R$ 900,00 o casal.

10- Aumento de peso
Quem quer emagrecer não deve embarcar… Isso porque é muita variedade de comida, servida a toda hora. Mesmo o mais disciplinado e regrado, não vai resistir a tanta oferta… Mas, vamos analisar… Em toda viagem a gente acaba vindo com alguns quilinhos a mais!

Eu, particularmente, gostei muito de fazer o cruzeiro. Foram sete dias a bordo do Costa Pacifica pela costa brasileira. E, confesso, estou louca para programar outra viagem de navio… 🙂

E, então, gostou das dicas?

Fotos: Destino Mundo Afora

Aviao
Gostou?
Então, deixe seu comentário, curta nossa fanpage no Facebook e siga nosso perfil no Twitter e no Instagram.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Página inicial